Cambé volta a ter saldo negativo na geração de empregos

Cambé fechou o mês de maio com saldo negativo de 55 empregos. O saldo positivo no ano diminuiu para 261 vagas formais e o saldo dos últimos doze meses (maio de 2017 a maio de 2018) está negativo em 121 vagas. Os dados são do Caged de maio.

Na região, todas as seis cidades acompanhadas pelo CAMBÉ DE FATO apresentaram saldo negativo em maio.

No saldo de empregos gerados em 2018, Ibiporã segue na liderança com saldo positivo em 549 vagas. Arapongas vem em segundo, com saldo positivo em 306 vagas;  Rolândia está em terceiro, com 286 vagas geradas em 2018 e Cambé aparece em quarto, com saldo positivo de 261 vagas. Londrina e Apucarana mostram saldo negativo no acumulado do ano. Londrina é a única, entre as sete maiores cidades do Estado, a apresentar saldo negativo em 2018.

CDF Ed. 125 ABR 18 12pg TAB AM - Cópia.pmdCDF Ed. 125 ABR 18 12pg TAB AM - Cópia.pmdCDF Ed. 125 ABR 18 12pg TAB AM - Cópia.pmd

O saldo de empregos formais gerados em Cambé no mês de maio é negativo em 55 vagas segundo os números divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados  (Caged) do Ministério do Trabalho. Com o resultado, Cambé volta a apresentar saldo negativo na geração de empregos, fato que não havia acontecido ainda este ano (veja gráfico).

Em maio, foram contratados 672 trabalhadores pelas empresas de Cambé e demitidos 727. Nos primeiros cinco meses do ano foram 3.894 contratações contra 3.633 demissões, com um saldo positivo de 261 vagas e uma variação positiva de 1,39%.

Chama a atenção a queda de 100 vagas nas contratações de  abril (772) para maio (672). Este é o menor número de contratações de trabalhadores em Cambé desde dezembro de 2017, quando foram admitidos apenas 470 trabalhadores pelas empresas de Cambé e também o menor número de contratações de 2018 (veja gráfico).

Ibiporã continua na frente na região; Cambé está em quarto, atrás de Arapongas e Rolândia – As seis maiores cidades da região, acompanhadas pelo CAMBÉ DE FATO, para efeito de comparação, tiveram saldo negativo na geração de empregos  em maio.  O maior saldo negativo foi da maior cidade da região, Londrina, que teve 5.422 contratações e 5.846 demissões, com saldo negativo de 421 vagas. O segundo maior saldo negativo foi de Arapongas, com 119 vagas perdidas (973 contratações e 1092 demissões em maio). Rolândia apresentou o terceiro pior saldo da região em maio: 92 vagas negativas (558 contratações e 650 demissões). Cambé vem em seguida, com saldo negativo em 55 vagas e Apucarana fecha a lista, com o melhor resultado: apenas duas vagas negativas (1084 contratações e 1086 demissões).

No saldo acumulado do ano, Ibiporã continua na frente, com saldo positivo de 549 empregos em 2018. Arapongas segue em segundo, com 306 vagas criadas no ano e Rolândia vem em terceiro, com resultado positivo de 286 vagas. Cambé está em quarto, entre as seis cidades da região, com 261 vagas criadas. Apucarana e Londrina fecham a lista, mas as duas com saldo negativo na geração de empregos em 2018. Apucarana tem saldo negativo de 178 vagas e Londrina saldo negativo de 526 vagas.

Londrina é a pior entre as seis maiores cidades do Paraná – Publicamos também uma comparação na geração de empregos entre as sete maiores cidades do Paraná (veja quadro).

Entre as maiores cidades-pólo do Estado, Londrina é a única que apresentou saldo negativo na geração de empregos de maio e também a única que tem saldo negativo no acumulado de 2018. Foram 30.385 contratações e 30.911 demissões em Londrina neste ano, com saldo negativo de 526 vagas.

Só para efeito de comparação, Curitiba tem saldo positivo de 8.726 empregos criados em 2018. Nos primeiros cinco meses do ano, 133.682 trabalhadores foram contratados por empresas da capital e 124.956 foram demitidos.

A segunda cidade com melhor desempenho (entre as sete maiores) é Cascavel que tem saldo positivo de 2.419 vagas de emprego criadas em 2018. Foram 22.815 contratações contra 20.396 demissões. Em terceiro vem Maringá, com saldo positivo de 2.353 vagas de trabalho criadas em 2018 (31.279 contratações e 28.926 demissões). Em quarto surge São José dos Pinhais (região metropolitana de Curitiba), com saldo positivo em 2.154 vagas (15.823 contratações e 13.669 demissões). Foz do Iguaçu vem em quinto, com saldo de 1.353 empregos em 2018 (12.047 contratações contra 10.694 demissões). Em sexto, Ponta Grossa, com saldo positivo de 873 vagas nos primeiros cinco meses do ano e com 13.992 contratações e 13.119 demissões no mesmo período.

As seis cidades também apresentaram saldo positivo em maio, com Curitiba gerando 954 novos empregos; Foz gerando 404; Ponta Grossa com saldo positivo de 288  empregos; Cascavel com saldo de 283 vagas; São José dos Pinhais com saldo positivo de 150 vagas e Maringá com saldo positivo de 136 vagas.

O peso de Curitiba – Ao analisar os dados do Caged é possível entender melhor a desproporção entre a capital do Estado e o interior. Sozinha, Curitiba gerou mais contratações em 2018 do que as seis maiores cidades do interior juntas, inclusive considerando nesta conta as contratações de São José dos Pinhais, que não podemos dizer que é, exatamente, “interior”.

Curitiba teve, em 2018, 133.682 contratações. A soma das contratações de São José dos Pinhais, Londrina, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Maringá e Cascavel é de 126.341. Exatamente 7.341 contratações a menos que as que aconteceram em Curitiba.

Analisando por outro aspecto, o saldo de empregos gerados em 2018, o conflito entre capital e interior também é evidente.

Curitiba tem saldo positivo nos primeiros quatro meses do ano em 8.726 vagas.

Somados somente os saldos positivos de cinco das seis cidades (menos Londrina), o total é 9.152 vagas, com vantagem de 426 vagas para as cidades do interior. Colocados na conta o saldo negativo de Londrina (-526), o número positivo das sete maiores cidades do interior cai para 8.626 vagas geradas, ou seja, 100 vagas a menos que o saldo de Curitiba.

Em ano de eleição para governo e deputados estaduais, entre outros, é algo a ser considerado pelo eleitorado.

   

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s