Projeto torna permanente a proibição do fracking para exploração do gás de xisto no Paraná

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia Legislativa do Paraná (foto) volta a se reunir nesta terça-feira (12), às 13h30, no Auditório Legislativo da Casa, para debater propostas que ficaram pendentes na última sessão, como é o caso do projeto de Lei nº 65/2019, de autoria do deputado Evandro Araújo (PSC), proibindo a exploração do gás de xisto no Estado do Paraná pelo método de “fracking”, ou fratura hidráulica. A matéria recebeu parecer favorável, mas teve a votação adiada para atender pedido de vista coletivo.

A Lei estadual nº 18.947/2016 conferiu uma posição pioneira ao Paraná ao proibir a utilização da prática por um período de 10 anos. A proposta atual visa a proibição permanente. O método, que consiste em extrair o xisto do subsolo mediante a perfuração de um poço vertical através do qual se injeta, sob alta pressão, uma mistura de água e elementos químicos, é altamente prejudicial ao meio ambiente.

Fonte: ALEP Foto: Orlando Kissner/ALEP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s