Amigos organizam Vakinha Virtual para ajudar dono da van que foi destruída em incêndio em Cambé

CAMBÉ DE FATO

Paulo Paschoi, também conhecido como Tio Paulo, trabalha com transporte escolar há mais de dez anos, levando e buscando alunos para as escolas de Cambé. Ontem (10) seria somente mais um dia de trabalho, quando por volta das 12h30 quando um princípio de incêndio em sua van, conhecida como Atlantys , mudou a sua vida. “Foi tudo muito rápido. A primeira coisa que fizemos foi tirar as crianças de dentro da van e nos certificamos que todas estavam bem”, diz a filha Juliane Paschoi, que estava na van com o pai, trabalhando como acompanhante das crianças.

Segundo Juliane, do momento que perceberam o início do incêndio até a queima do veículo foi tudo muito rápido, em menos de dez minutos. “Meu pai tentou apagar o fogo com dois ou três extintores, que dois homens forneceram na hora, mas não apagou. Ele conseguiu desligar a bateria, mas não adiantou. Ele bateu palmas nas casas em volta e ninguém ajudou, nem com um balde de água”, diz a filha. Segundo ela, os bombeiros chegaram rápido, mas o fogo já tinha alastrado e tomado conta do veículo, que teve perda total. Para Juliane, o fogo na van do pai teve como causa um reparo feito no mesmo dia na instalação elétrica do veículo.

Manutenção em dia – Juliane também faz questão de dizer que a van do pai era bem conservada e tinha manutenção em dia. “Quero deixar bem claro que a van estava muito bem conservada, com a manutenção em dia. Meu pai é um motorista dedicado aos seus alunos e coloca sempre a segurança das crianças em primeiro lugar”, diz a filha, que informa também que o pai ficou muito abalado com o incêndio. “Meu pai está bem abalado, bem chateado com essa situação, por que a van é o meio de sustento da família. Mas, ao mesmo tempo, está muito aliviado por que as crianças estão todas bem”, afirma.

Vakinha Virtual – Amigos da família, sensibilizados com o incêndio e a destruição da van do Tio Paulo organizaram uma Vakinha Virtual na internet para ajudar a família a comprar outro veiculo. A página foi aberta pela amiga Vitória Cortez . “Sempre fui bem próxima da família. Sou a melhor amiga de uma das filhas do Tio Paulo, e conversando com ela, falei sobre a Vakinha, e ela concordou que seria uma boa ideia”, diz Vitória.

A página tem como objetivo arrecadar R$ 5 mil. Juliane diz que o dinheiro não é suficiente para comprar outra van, mas que ajuda muito. “Toda ajuda é muito bem vinda. Esse dinheiro não é suficiente para comprar outra van, mas com esses R$ 5 mil ele vai inteirar com um carro dele para comprar outra van, para poder continuar trabalhando”, diz Juliane.

Como contribuir – Quem puder contribuir pode faze-lo na página http://vaka.me/533251 que está no site vakinha (www.vakinha.com.br).  Quem entrar neste último endereço, tem que citar o número da vakinha 533251. As contribuições podem ser feitas com boletos ou cartões de crédito.

Redação CDF. Fotos: reprodução redes sociais

Um comentário sobre “Amigos organizam Vakinha Virtual para ajudar dono da van que foi destruída em incêndio em Cambé

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s