Londrina ganha atendimento 24 horas para mulheres vítimas de violência

O governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugurou na quinta (11) uma sala da Polícia Civil para atendimento 24 horas para as mulheres vítimas de violência em Londrina (foto). É a terceira cidade do Paraná a contar com espaço dedicado a receber denúncias fora do horário de expediente, em finais de semana ou feriados – as demais são Curitiba e São José dos Pinhais.

Durante o expediente, das 8h30 às 18h00, os atendimentos são feitos na Delegacia da Mulher de Londrina e após esse horário e aos finais de semana passarão a ser feitos no 2º Distrito Policial de forma especializada e por uma delegada. Há três mil procedimentos abertos na cidade em função desse tipo de violência e média de 18 novas ordens de serviço por dia.

Segundo o governador, essa era uma demanda antiga da região e que o Governo conseguiu responder nos primeiros 100 dias. “A cidade precisava disso. Vamos criar um ambiente de atendimento satisfatório e que possa de fato defender os interesses das mulheres. Nas delegacias convencionais isso não é possível”, afirmou Ratinho Junior. “As estatísticas não davam tanto valor aos crimes de feminicídio. E as nossas delegacias não se adaptaram a essa nova realidade. A mulher precisa ser atendida por outra mulher depois de receber assédio moral ou físico, ou violência doméstica. Não pode haver constrangimento, ou elas até desistem de denunciar. Elas precisam de ambientes apropriados. Queremos espalhar isso pelo Paraná’, afirmou o governador. O Estado tem atualmente vinte Delegacias da Mulher – 17 espalhadas pelo Interior.

A presidente do Poder Rosa (ONG que luta contra a violência contra a mulher), Érica Cortez, disse que a sociedade também tem se articulado para aumentar o atendimento às mulheres da região Norte. “Estamos muito felizes. Esse é o primeiro passo para uma Delegacia inteira 24h. Só esse primeiro passo faz a cidade ganhar muito. Os policiais sabem dos problemas que tínhamos em relação a isso, de desistência das denúncias. Agora elas serão atendidas, farão as denúncias que precisam ser feitas”, afirmou. 

Segurança Pública – O governador Ratinho Junior também ressaltou a diminuição nos índices de homicídios em Curitiba (-37%) e Londrina (-50%) nos primeiros três meses de 2019. Ele destacou também que a Polícia Civil do Paraná alcançou a marca de 600 operações neste ano. “Existe todo um planejamento de modernizar as forças de segurança. A Polícia Civil por muitos anos não recebeu o volume necessário de investimentos. Mas temos oxigenado o órgão, não existem mais indicações políticas e o corpo técnico tem total liberdade para trabalhar”, disse o governador.

Estiveram presentes na cerimônia o vice-governador Darci Piana; o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Luiz Felipe Carbonell; o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Riad Farhat; o diretor-geral do Depen, Francisco Caricatti; o delegado-chefe de Londrina, Osmir Ferreira Neves Júnior; o deputado estadual Cobra Repórter; a coordenadora da Região Metropolitana de Londrina, Sandra Moya, além de policiais civis e militares da região.

CDF com ANPr. Foto: Rodrigo Felix Leal/ANPr

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s