Em seis semanas casos de dengue aumentam 444% em Cambé

No dia 13 de abril Cambé tinha 32 casos confirmados de dengue. No boletim divulgado em 21 de maio, a quantidade de casos confirmados saltou para 142.

cambedefato.com / 22 de maio de 2019.

Os casos confirmados de dengue em Cambé aumentaram 444% em seis semanas. Segundo o Boletim da Dengue, publicado semanalmente pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no dia 13 de abril (boletim no. 29) a cidade tinha 32 casos de dengue confirmados. No boletim seguinte, publicado em 20 de abril, os casos saltaram para 74 e assim permaneceram até o dia 04 de maio, quando o boletim no. 32 trouxe o aumento de casos confirmados para 83. Na semana seguinte, os casos saltaram para 112 (boletim no. 33, de 11 de maio) e no último boletim (no. 33) publicado em 18 de maio, os casos confirmados de dengue em Cambé aumentaram novamente, para 142.

Nestas seis semanas, os casos confirmados mais que quadruplicaram, saltando de 32 para 142, um aumento de 444%.

Com o aumento, Cambé figura agora no mapa de cidades em Estado de Alerta. Nesta situação estão 41 municípios do Paraná onde os casos confirmados ultrapassaram 100 para cada 100 mil habitantes. Em Cambé o índice de incidência de 134,85 casos por 100 mil habitantes. A cidade também tem 1.292 notificações, das quais 655 já foram descartadas.

Em epidemia – O Paraná tem 35 municípios com epidemia de dengue. Nestas cidades, os casos confirmados ultrapassaram a marca de 300 casos para cada 100 mil habitantes. O estado já soma 8.158 casos confirmados e 53.346 notificações da doença. No último boletim, mais cinco cidades foram declararadas com epidemia de dengue: Peabiru, Quinta do Sol, Cruzeiro do Oeste, Paranapoema e Jacarezinho.

O que diz a Prefeitura – Em matéria publicada em 17 de maio, o Portal da Prefeitura de Cambé informa que a infestação do mosquito da dengue está menor em Cambé. “O 3º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypt (LIRAa) de Cambé realizado entre os dias 6 e 11 de maio de 2019 aponta que o município apresenta 1% de infestação do mosquito. O resultado é inferior ao LIRAa de março, que apresentou 1,6% de infestação em Cambé”, diz o texto. Na mesma matéria, a coordenadora do Departamento de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Nelci Mariano, afirma que o momento é de alerta. “O número (de focos de mosquito) pode ter baixado bastante se comparado ao do último levantamento, mas a cidade ainda apresenta um grande número de casos confirmados”, explica. Segundo a Vigilância Epidemiológica, as regiões com mais casos de dengue confirmados em Cambé são a do Jardim São Paulo e a região do Novo Bandeirantes.

A Prefeitura de Cambé também informa que estão sendo realizados mutirões de limpeza todas as quartas-feiras e que já foram recolhidas 911 toneladas de lixo somente nos primeiros três meses do ano.

CDF com Sesa e PMC. Fotos: arquivo CDF e ANPr.

#dengue #cambe #parana #saude #sesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s