Empresários vendem combustíveis mais baratos para mostrar o tamanho da carga tributária

A empresária Lucilene Buccioli, entre Jaqueline Brandão e Roberto Gotardo, da Acic Jovem. Ao lado, Luiz de Jesus Macena, que aprovou a promoção e se disse surpreso com a diferença no preço.

cambedefato.com / 28 de maio de 2019.

Já imaginou pagar dois reais a menos pelo litro da gasolina? Ao invés dos atuais R$ 4,49, pagar só R$ 2,75? Pois foi o que aconteceu no último sábado (25) em Cambé. Dois postos de combustíveis atenderam o chamado da Acic Jovem e venderam 1 mil litros de combustível cada um com o preço final sem os impostos.

O Posto Buccioli vendeu 1 mil litros de gasolina e o Posto Prata mais 1 mil litros de etanol. Cada consumidor pôde comprar 10 litros no preço promocional. Os impostos foram bancados pelos empresários.

A empresária Lucilene Buccioli diz por que o Buccioli participou da promoção. “Nós entramos nesta promoção para mostrar para a população o tamanho da carga de impostos, o quanto incide de impostos no preço dos combustíveis. Hoje o preço de venda normal da gasolina com impostos é R$4,49 e sem impostos vai para R$2,75. Quase dois reais de diferença. É muita coisa. Queremos conscientizar a população para cobrar dos deputados, dos senadores, dos ministros a diminuição dos impostos”, diz Lucilene, que informa também que os impostos dos 1 mil litros da promoção serão recolhidos e bancados pelo Posto Buccioli.    

A ação é uma idéia da ala jovem da Associação Comercial e Empresarial de Cambé (ACIC). Roberto Gotardo, secretário da Acic Jovem, explica os motivos da ação. “A promoção é para conscientizar a população. Entendemos que um país conscientizado é um país mais forte. Praticamente 49% por cento do preço dos combustíveis, são impostos. Hoje aqui, quem tá bancando os impostos é o empresário. Esta ação também serve para mostrar que o preço alto dos produtos não é culpa dos empresários”, diz Gotardo.

Já a vice-presidente da Acic Jovem, Jaqueline Brandão diz que outro objetivo da ação é chamar a atenção para a necessidade de uma reforma tributária no país. “O empresariado e toda a sociedade já carrega uma carga tributária muito alta. É uma verdadeira bigorna nas nossas costas. Temos que diminuir a carga tributária para poder estimular mais o consumo,” diz a vice-presidente.

Já quem comprou o combustível mais barato, aprovou. É o caso de Luiz de Jesus Macena, que trabalha com manutenção predial e mora no Conjunto Casaroto. Ele colocou 10 litros de gasolina no tanque de seu Fusca e disse que ficou surpreso com a diferença no preço. “A diferença é muito grande, demais. Assim dá pra ver o quanto a gente paga de imposto na gasolina”, diz Macena, que também achou a promoção válida. “A promoção é muito válida, sim. Eu tinha uma idéia do quanto a gente paga de imposto, mas não imaginava que era tanto assim”, finaliza Luiz de Jesus.

Redação CDF. Fotos: Luiz Cesar Lazari/cambedefato.com

#acic #acicjovem #reformatributaria #cambe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s