Duas pessoas morrem em Cambé por gripe A (H1N1)

Em todo o Estado já são 51 mortes por gripe A. O Paraná já confirmou 212 casos da doença (somando as quatros formas). Destes 188 casos e 45 mortes são de Influenza A (H1N1), inclusive as duas mortes de Cambé. Onze casos com cinco mortes foram consequência de Influenza A (H3/sazonal) e 13 casos e uma morte são de Influenza B (linhagem victoria).

cambedefato.com / 13 de junho de 2019.

Duas pessoas morreram em Cambé por causa da gripe A. A informação está no Informe Influenza, publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA) no dia 10 de junho. Os dois casos de Cambé foram de Influenza A/H1N1, uma das quatro formas já confirmadas de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Influenza, que são Influenza A (H1N1); Influenza A (H3/sazonal); Influenza A (subtipado) e Influenza B (linhagem victoria).

Ainda não há informações detalhadas sobre as pessoas que foram a óbito em Cambé, ou as circunstâncias da evolução da doença. O único fato conhecido, até o momento, é que a cidade tem dois casos confirmados e os dois casos evoluíram para óbito dos pacientes.

Na área da 17a. Regional de Saúde, que congrega 23 municípios e tem sede em Londrina, foram constatados três casos de gripe A em 2019, com duas mortes. Os dois casos com mortes em Cambé e um caso em Londrina, que não evoluiu para óbito.

51 mortes no Paraná – Em todo o Estado, já são 51 mortes por gripe A. O Paraná já confirmou 212 casos da doença (somando as quatros formas). Destes 188 casos e 45 mortes são de Influenza A (H1N1), inclusive as duas mortes de Cambé. Onze casos com cinco mortes foram consequência de Influenza A (H3/sazonal) e 13 casos e uma morte são de Influenza B (linhagem victoria).

Histórico da doença – A gripe A matou 113 pessoas no Paraná em 2018. Foram 668 casos, sendo 381 casos do tipo H3/sazonal (que causou 63 mortes) e 237 casos do tipo H1N1 , que causou 46 óbitos. O ano de maior mortalidade pela doença no Paraná foi 2016, quando houve 240 óbitos, a maioria (218) pelo tipo H1N1. Naquele ano foram confirmados 1.223 casos da doença no Paraná.

O que diz a Prefeitura – A Prefeitura de Cambé ainda não se manifestou e nem publicou informe sobre os dois casos com mortes de gripe A (H1N1) na cidade. O cambedefato.com enviou e-mail para a Prefeitura de Cambé (com cópia para diversas Secretarias) solicitando informações e também as medidas que serão tomadas pela municipalidade diante das mortes. Assim que a posição oficial for enviada, nossa matéria será editada, acrescentando as informações.

Medidas Preventivas – Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a vacinação anual contra Influenza é a principal medida utilizada para se prevenir a doença, porque pode ser administrada antes da exposição ao vírus e é capaz de promover imunidade durante o período de circulação sazonal do vírus Influenza reduzindo o agravamento da doença. É recomendada vacinação anual contra Influenza para os grupos-alvos definidos pelo Ministério da Saúde, mesmo que já tenham recebido a vacina na temporada anterior, pois se observa queda progressiva na quantidade de anticorpos protetores.

  • Outras medidas preventivas são:
  • Frequente higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento. No caso de não haver disponibilidade de água e sabão, usar álcool gel a 70°;
  • Cobrir nariz e boca com dobra do braço quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar as mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos com após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de Influenza;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);
  • Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;
  • Orientar o afastamento temporário (trabalho, escola etc.) até 24 horas após cessar a febre;
  • Buscar atendimento médico em caso de sinais e sintomas compatíveis com a doença, tais com: aparecimento súbito de: calafrios, mal-estar, cefaleia, mialgia, dor de garganta, artralgia, prostração, rinorreia e tosse seca. Podem ainda estar presentes: diarreia, vômito, fadiga, rouquidão e hiperemia conjuntival.

CDF com SESA. Fotos: reprodução.

#gripea #cambe #morteporgripea #obitosemcambe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s