Força tarefa cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão contra o crime organizado em 40 cidades do Paraná

cambedefato.com / 31 de julho de 2019.

Uma força tarefa integrada pelo Ministério Público e pela Polícia Militar deflagrou, na madrugada desta quarta-feira (31), uma operação contra o crime organizado em Londrina e 40 cidades do Paraná.

A ação do Gaeco – Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público do Paraná, em conjunto com policiais militares tinha como objetivo o cumprimento de 108 mandados de prisão e 100 mandados de busca e apreensão. Ao todo 300 agentes de segurança, entre eles 250 policiais militares, participaram da ação.

O promotor Jorge Barreto explicou, em entrevista coletiva, que um trabalho de investigação comprovou a atuação da facção criminosa dentro dos presídios. “As investigações duraram aproximadamente um ano e meio e comprovaram a atuação dessa organização criminosa dentro e a partir de presídios localizados na região de Londrina e em outras regiões do Paraná, com braços estendendo para pessoas da rua”, disse Barreto. Foram identificados que vários crimes aconteciam com o conhecimento ou a partir de ordens de chefes da organização, que estavam presos em presídios da região. “Foram identificados crimes como tráfico, associação para o tráfico, sequestros, extorsões e também crimes contra a vida, que, se não partiam de dentro dos presídios, tinham a anuência dos chefes da organização que estavam em presídios”, disse o promotor.

Já o major Nelson Villa, comandante do 5º. Batalhão da Policia Militar, diz que o objetivo da ação foi desarticular a ação de uma facção criminosa, que atua dentro dos presídios da região e também fora dele. “O objetivo principal da ação de hoje foi o cumprimento dos mandados de busca e apreensão para a coleta de eventuais provas, além do que, cumprir os mandados de prisão contra componentes que fazem parte dessa organização criminosa que, se não haviam consumado, haviam planejado há muito tempo a prática de delitos”.

Segundo o major Villa, vários celulares foram apreendidos, o que pode ser matéria prima para novas investigações e ações contra o crime organizado. “Quando você lida com o crime organizado, você sabe que a partir de uma diligência você pode colher dados que podem instruir outras diligências”, diz o militar.

Até o final da tarde 68 mandados de prisão tinham sido cumpridos, sendo 34 em delegacias e presídios e outros 34 contra pessoas que estavam em liberdade. Dos 100 mandados de busca e apreensão, 80 já haviam sido cumpridos.

CDF com informações e fotos de Eliandro Piva/RIC TV e do 5º. BPM/PMPR.

#cambedefato #gaeco #pmpr #londrina #parana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s