Campanha da Rádio Senado sobre violência contra a mulher ganha prêmio da CNBB

A campanha “Violência contra a mulher não é fake news”, da Radioagência Senado, ganhou o primeiro lugar no Prêmio de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
Concebida para fazer parte das ações de engajamento da Rádio Senado no movimento mundial dos “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”, a campanha conquistou o prêmio na categoria “Iniciativas em Redes Sociais”. Continuar lendo Campanha da Rádio Senado sobre violência contra a mulher ganha prêmio da CNBB

Denúncias de violência doméstica aumentam no Paraná

O número de registros de violência doméstica no Paraná tem aumentado. De janeiro a junho deste ano foram 26.228 ocorrências, contra 21.048 no primeiro semestre do ano passado. O aumento foi de 24,6% (ou 5.180 registros a mais).
“Não podemos afirmar com esses dados que a violência aumentou. O que devemos ver é que estão reduzindo os casos de subnotificação, que são aqueles em que mulheres que passam por várias agressões até que façam uma denúncia”, afirma a coordenadora das Delegacias da Mulher no Paraná, delegada Márcia Rejane Vieira Marcondes. Continuar lendo Denúncias de violência doméstica aumentam no Paraná

Dia do Feminicídio dá visibilidade a histórias de vidas interrompidas

Para debater a triste realidade da violência contra mulheres, que ainda é a causa de centenas de mortes no Brasil, na próxima segunda-feira (22) – Dia de Combate ao Feminicídio no Paraná – acontece uma série de ações simultâneas em diversos municípios paranaenses. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e da Administração Penitenciária do Estado (SESP-PR) em 2017 foram registrados 41 feminicídios e, em 2018, ocorreram 61 casos no Paraná. Continuar lendo Dia do Feminicídio dá visibilidade a histórias de vidas interrompidas

Governador sanciona Lei que cria o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio

O governador Carlos Massa Ratinho Júnior sancionou a Lei 19.873/2019, proposta através de um projeto de lei da deputada estadual Cristina Silvestri (PPS), que implanta no Paraná o Dia de Combate ao Feminicídio, e que foi aprovado pelos deputados na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Continuar lendo Governador sanciona Lei que cria o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio

Botão do Pânico passará a funcionar via aplicativo 190 no celular

O novo modelo do chamado “Botão do Pânico” que vai ajudar mulheres em situação de risco no Paraná foi apresentado pelo Governo do Estado e vai funcionar através do aplicativo 190 da Polícia Militar. As mulheres com medidas protetivas terão acesso exclusivo para a função “Botão do Pânico”. Continuar lendo Botão do Pânico passará a funcionar via aplicativo 190 no celular

Mais de 4,5 mil mulheres foram vítimas de estupro no Rio em 2018

No ano passado, 4.543 casos de estupro de mulheres foram registrados no estado do Rio de Janeiro. Em 70% dos casos, as vítimas tinham até 17 anos. Em 44% dos registros, os agressores eram pessoas do convívio da vítima. Os dados fazem parte do Dossiê Mulher 2019, elaborado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro. Segundo o dossiê, a cada 24 horas, 12 mulheres são vítimas desse tipo de crime. Continuar lendo Mais de 4,5 mil mulheres foram vítimas de estupro no Rio em 2018

Deputada propõe projeto de Lei que proíbe agressores de mulheres de serem nomeados em cargos públicos no PR

A deputada estadual Luciana Rafagnin propôs projeto de Lei que proíbe condenados por agressões a mulheres, com decisão transitada em julgado, de exercer cargos públicos no Paraná. O projeto está tramitando na Assembleia Legislativa. Continuar lendo Deputada propõe projeto de Lei que proíbe agressores de mulheres de serem nomeados em cargos públicos no PR

Londrina ganha atendimento 24 horas para mulheres vítimas de violência

O governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugurou na quinta (11) uma sala da Polícia Civil para atendimento 24 horas para as mulheres vítimas de violência em Londrina (foto). É a terceira cidade do Paraná a contar com espaço dedicado a receber denúncias fora do horário de expediente, em finais de semana ou feriados – as demais são Curitiba e São José dos Pinhais. Durante o … Continuar lendo Londrina ganha atendimento 24 horas para mulheres vítimas de violência

OAB não aceitará inscrição de acusados de violência contra mulheres, idosos, adolescentes e crianças

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) não vai mais aceitar a inscrição em seus quadros de bacharéis em direito que tenham agredido mulheres, idosos, crianças, adolescentes e pessoas com deficiência física e mental. Sem a inscrição no órgão, os recém-formados não podem exercer a advocacia nem se apresentar como advogados. A edição de uma súmula que torne os casos de agressões e violência contra … Continuar lendo OAB não aceitará inscrição de acusados de violência contra mulheres, idosos, adolescentes e crianças